Linha do Utente: 1715  PROASME: +258 84 330 7602

PR inaugura estrada Roma-Negomano e anuncia requalificação da N1

  • Publicado em ago 05, 2023.

O Presidente da República, Filipe Nyusi, inaugurou, a 04 de Agosto de 2023, a Estrada Regional 1251, Mueda-Negomano, no seu troço entre Roma e Negomano, na província de Cabo Delgado. A Estrada R1251 tem uma extensão total de 170 quilómetros e o troço inaugurado pelo Chefe de Estado é de 70 km. No entanto, no mesmo dia Filipe Nyusi lançou a primeira pedra para a segunda fase das obras, que deverão compreender os troços Mueda-Nambungale, com 70 km, e Nabungale-Roma, de 35 km de extensão, que com a sua conclusão permitirão que a ligação entre a cidade de Pemba, a capital provincial, e a fronteira com a Tanzânia seja totalmente feita por via asfaltada. A R1251 é uma estrada inserida no Corredor de Desenvolvimento de Mtwara, que liga os Portos de Pemba e de Mtwara, localizados nas Províncias de Cabo Delgado e Lindi, em Moçambique e Tanzânia, respectivamente, atravessando o Rio Rovuma através da Ponte da Unidade, aberta ao público em 2010. A asfaltagem desta estrada vem por fim ao sofrimento da população, que enfrentava inúmeras dificuldades para transitar na via, sobretudo durante a época chuvosa, havendo casos em que tinha que se apoiar em cordas para atravessar entre de uma margem à outra dos rios existentes na zona para evitar arrastamentos. As obras de revestimento da estrada foram financiadas pelo Governo de Moçambique e Banco Africano de Desenvolvimento (BAD), que desembolsaram mais de trinta e oito milhões de dólares americanos, o equivalente a mais de dois mil milhões de meticais. No seu discurso inaugural, proferido na aldeia de Ninga, o Presidente da República disse que a estrada reveste-se de capital importância, não apenas para Moçambique, mas também para a vizinha Tanzânia, pois vai impulsionar a economia dos dois países e das populações circunvizinhas, facilitar as trocas comerciais e a melhoria do sistema de transporte de pessoas e bens, para além de incrementar a promoção das actividades agrícolas, faunísticas, florestais e turísticas da região. O Chefe de Estado enfatizou a importância da conservação da estrada, especialmente considerando os eventos extremos, como cheias e ciclones, que o país tem enfrentado, para além de ter destacado os esforços em curso para a reabilitação da Estrada Nacional Número Um (N1), com planos para o início das obras em Maio de 2024 em alinhamento ao Plano Quinquenal do Governo. Na mesma ocasião, o PR anunciou que a N1 será requalificada, passando a sua extensão a contar da Ponta D`Ouro, extremo sul, à Negomano, na fronteira com a Tanzânia. Desta forma, a espinha dorsal do país passará dos actuais 2600 para 3078 km. Recomendou aos automobilistas a respeitarem os limites de velocidade estabelecidos e as áreas de protecção ao longo da estrada, constituída por 7 metros da faixa de rodagem e 1,5 metros de berma de cada lado, lembrando a importância da conservação da fauna bravia da região. O governador da província, Valige Tauabo, disse que a “forte ligação” entre os povos de Moçambique e da Tanzânia impôs a melhoria das nossas infra-estruturas para facilitar a interacção. Acrescentou que a conclusão da primeira fase da estrada orgulha a província e gera esperança de continuar-se a trabalhar para o desenvolvimento de Cabo Delgado. De acordo com o governador, a população agradece e espera o arranque efectivo das obras da segunda fase da estrada, que deverá ligar a vila de Mueda à localidade de Roma, numa extensão de 105 quilómetros.
Por sua vez o representante do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) no país, Cesar Augusto Mba Abogo, enalteceu as excelentes relações entre a sua instituição e o Governo, destacando que foi graças a isto que o financiamento para estes primeiros 70 quilómetros foi alcançado. Apontou ainda o envolvimento directo do Presidente da República na definição da estratégia do BAD para Moçambique, recentemente aprovada e que tem a área de transporte como o centro da implementação. O representante do BAD avançou ainda que em 2019 e 2022, o Conselho de Administração do Banco Africano de Desenvolvimento aprovou uma subvenção adicional no valor total de 100 milhões de dólares. Este financiamento destina-se à construção do troço de 35 km de estrada entre Nambungale e Roma de outros 70 km de Mueda à Nabungale, cujas obras foram oficialmente lançadas pelo Presidente da República.

}